Blog da Papelaria

Como o vendedor de papelaria deve se portar durante a crise do coronavírus?

Associação de papelarias e afins!

 

Mesmo se você precisou fechar a sua papelaria devido a problemas de saúde e segurança, existem inúmeras possibilidades de continuar o atendimento aos seus clientes durante o surto de coronavírus.

A realidade é que o vírus não poupou ninguém. No entanto, seu impacto não foi negativo para todos os mercados. Como em qualquer mudança importante, de fato, existe uma boa participação de mercado que pode tirar proveito da mudança nos hábitos de consumo provocada pelo vírus e aproveitá-la.

Algumas empresas, em particular as que vendem online, além de não sofrerem danos, floresceram, graças à capacidade de responder aos problemas que surgiram em relação à propagação do vírus.

De fato, pode-se dizer que houve um aumento considerável nas vendas on-line, especialmente para categorias de produtos específicos, um verdadeiro boom.

Como vendedor de papelaria o seu maior desafio é tornar transformar essa crise em oportunidade. Virtualizar sua loja ser assustador de início, mas em um futuro muito breve, será recompensador.

Seja através de compras diretas on-line despachadas via Correios ou transportadora e/ou, o famoso delivery como muitas papelarias já faziam antes do COVID-19, continuar vendendo é o mais importante para não quebrar!

 

Cuidados ao atender clientes presenciais

O seu vendedor precisa tomar todos os cuidados possíveis na hora de atender aos clientes. 

O uso da máscara, álcool gel e seguir corretamente todas as normas e regulamentações estabelecidas pela OMS são fundamentais tanto para a segurança dos seus funcionários e clientes, quanto para sua marca. 

As pessoas estão o tempo todo avaliando quem está ou não seguindo as recomendações e isso gera valor pra sua empresa.

 

e — Commerce VS Coronavírus: 1-0

O primeiro trimestre de 2020 será um período explosivo para o comércio eletrônico e para todos os distribuidores em geral.

O coronavírus atingiu o setor pela primeira vez com um consumo desacelerado. A desaceleração da produção chinesa também afeta a economia americana, fazendo com que esta sofra perdas significativas no curto prazo.

Gigantes como a Apple têm equipes de gerenciamento de riscos compostas pelos melhores profissionais do mundo. Mas, o mesmo certamente não pode ser dito para muitas empresas de comércio eletrônico.

 

A chave é a comunicação

Antes de tudo, você deve tentar orientar as expectativas de seus clientes, avaliando os possíveis atrasos antes de se encarregar de qualquer pedido. Você também deve considerar se realiza campanhas de publicidade já ativas. 

Para pedidos já assumidos, é necessário informar aos clientes sobre possíveis atrasos, afinal todos estamos sujeitos a imprevistos durante a pandemia.

Seja transparente com o cliente. Diga que não pretende atrasar nenhuma entrega, mas é possivel que aconteça. Você depende de outras pessoas e/ou empresas no processo, por isso não assuma riscos contando com a pontualidade de terceiros.

 

Cuidados ao atender clientes presenciais

O seu vendedor precisa tomar todos os cuidados possíveis na hora de atender aos clientes. O uso da máscara, álcool gel e luvas é essencial para garantir a segurança do cliente e a sua!

Quanto mais confiança conseguir transmitir, maiores são as chances do cliente comprar novamente com você.

 

Organize a equipe de Suporte ao Cliente

Se o desconforto continuar por alguns meses, como você se comunicará com seus clientes? Padronize o atendimento, mas não robotize. Seja humano acima de tudo!

Prepare os canais digitais, principalmente o Whatsapp, o Facebook e o Google Meu Negócio. No e-mail e telefone, dobre a sua eficiência!

 

  • Prepare um plano detalhado para interagir com seu público

Se você não sabe por onde começar, porque nunca se viu nessa situação, tente quebrar o gelo fazendo uma lista com as respostas que você dará às perguntas prováveis ​​de usuários e clientes.

A possibilidade realmente menos remota em tal situação é que você tem o público logo atrás de uma explicação.

Todo mundo sabe sobre o vírus, é claro, mas você deve explicar por que isso afeta seus negócios e, consequentemente, em suas vidas e hábitos diários, pois o principal interesse deles é obter os produtos que eles desejam no menor tempo possível.

Considere também a possibilidade de implementar sistemas de chatbots e live chat em seus negócios on-line, a fim de responder a qualquer solicitação em tempo real.

 

 

  • Agora, o segredo é trabalhar para captar a atenção e cultivar relacionamentos

A melhor estratégia a adotar para a sua papelaria é aquela que terá resultados a longo prazo e conquistará os corações e as mentes dos clientes assim que a pandemia tiver passado.

Publicidade como redes sociais está incluída em todas essas estratégias porque afeta as vendas a longo prazo.

Sua papelaria não pode deixar de investir em publicidade, o aumento nos investimentos suporta o crescimento a longo prazo e, acima de tudo, se você não o fizer, alguém o fará.

Quanto aos canais sociais, com o aumento da socialização digital e o número de pessoas que ficam em casa, é necessário considerar aproveitar o aumento do tempo gasto em dispositivos móveis para aumentar a oferta de seus canais sociais e verifique se o conteúdo, vídeos e postagens corretos estão disponíveis.

O investimento contínuo na mídia ajudará você a responder proativamente à crise.  Se você realmente não tem nenhuma condição de investir agora, foque em nutrir grupos de Whatsapp e Facebook com suas ofertas e promoções.

Pegue o telefone e se mexa. O cliente precisa saber que você existe e que está entregando!

 

É dono de papelaria e está com dificuldade de conseguir produtos com boas condições durante a pandemia? Recomendo que se associe a Brasil Escolar!

 

Tem gostado dos conteúdos? Então dá uma força, deixe seu comentário construtivo e compartilhe para mais 3 amigos legais!

Forte abraço do amigo, Matheus Gabassi

O que achou?

Blog da Papelaria
Menu